9 de abril de 2010


"É abril e chove


E a terra morta


Onde o lilás floresce


É minha pátria agora,


Meu destino. Insula."


(Myriam Fraga)


8 comentários:

citadinokane disse...

Obrigado pela visita.

citadinokane disse...

Tânia,
Então é abril... E fica a vontade de insular, apesar do destino...
Chuva, terra, o lilás florescendo...
Agora, morta... pátria onde?
É abril...

Beijos,
Pedro

Flávio Henrique disse...

mui bom esse poste, a imagem é mesmo fenomenal e a pequena frase entao é genial...

estou a criar um blog pois quero fazer dele um logar onde possa partilhar apenas coisas feitas por mim...algo original e completamente simples...

www.downinaholenow.blogspot.com
se poderes dá um salto lá...

cumprimentos

Tânia regina Contreiras disse...

Pedro, obrigada pelo comentário. Flávio, irei visitá-lo sim. Aguarde-me.
Beijos

Gabi disse...

Certa vez uma poeta que conheço disse que as mulheres não escrevem poemas com conteúdo sensual, a não ser que usem eu-lírico masculino. A poesia sensual com eu-lírico feminino, segundo essa poeta, seria vulgar.
Discordei prontamente, julgando machista a afirmação de minha colega, mas de fato, quando fui procurar poemas sensuais com eu-lírico feminino, percebi que são minoria.
Parece que as mulheres tendem a uma paixão idealizada, distante. Um muso de sonho e não de carne e osso...
Em todo o caso, vivam os musos e as musas inspiradores, sejam de carne ou de sonho, sejam pessoas, animais, plantas ou objetos inanimados. Viva a poesia e tudo que a inspira!

Tânia regina Contreiras disse...

Interessante a colocação de sua colega, Gabi...Mas eu acredito que hoje as poetas começam a se liberar mais. Não concordo que o conteúdo sensual na poesia da mulher soe vulgar. A mulher sabe exatamente usar sua sensualidade de uma forma bela (não que a do homem não o seja, mas a expressão da sensualidade feminina é mais, digamos, delicada.

Fico torcendo para que as mulheres poetas possam, sim, expressar a sensualidade tendo seus musos como referência e, assim, façam-se mais compreendida no seu universo.

Beijo,
Tânia

Cristiano Contreiras disse...

Cada poesia há de me provocar sensações de pura sensibilidade...


Não conhecia a Myriam Fraga, gostei!

Tânia regina Contreiras disse...

Myriam Fraga é uma excelente poeta. E nossa, aqui pertinho, na Bahia. Quando puder, leia seus versos, são muito bons.
Beijo