22 de abril de 2010

Coisas íntimas


Trouxe-te flores

e não estavas.


Que se há de fazer com ternuras?

(Antônio Brasileiro)

19 comentários:

Denise disse...

Tornar agente mesma ternurenta (termo que minha mãe costumava usar rs)

beijos

Tânia regina Contreiras disse...

TERNURENTA...rsrs..gostei...
Bjos

Leonardo B. disse...

[de tudo o que de si entregar, tudo lhe haverá de regressar... "esteja" quando vir alguém com flores pousadas em seu colo!]

um imenso abraço, Tânia

Leonardo B.

João Videira Santos disse...

A suavidade da palavra curta e incisiva.

Tânia regina Contreiras disse...

Leonardo, obrigada pelo presente da tua presença! João, muito grata pela tua visita.

Abraços

Anônimo disse...

Que coisa maravilhosa essa do "maestro soberano" em soprar essa toada: a toada da ternura!...
Só mesmo um Antônio Brasileiro, com a suavidade de seus versos, pra tocar a terna alma da Baiana e esta, por sua vez, fazer da ternura outras tantas ternuras...

Bjo.

Sam

Cristiano Contreiras disse...

Todos nós deveriamos ser adeptos do "ternurar" pra deixar um dia mais "ternurento"...rs

Tânia regina Contreiras disse...

Pois então, meninos: ternuras agradecidas para todos vocês, pela visita à Casa da Imaginação.

Beijos

Primeira Pessoa disse...

escutei numa canção portuguesa, no outro dia. e ela fala de não esquecer de nossas ternuras; a letra é de luiz represas. chama-se Deixa Lá... em brasileirês, equivale a Deixe Estar... Os Beatles chamaram de let It Be...rs

eis a letra:

Deixa lá
Não ligues a coisas de nada
Não faças da vida enxada
A cavar em terra dura

Deixa lá
Não lamentes os nossos fracassos
Não esqueças os meus abraços
Não esqueças as tuas ternuras

Deixa lá
Temos um campo, uma cama um colchão
Um amigo em cada mão
Um jardim para regar

Muitas flores
Muita força
Muitas dores
Pouca terra
Muitos amores
Muita roupa para passar

Deixa lá
Dorme o teu sono tranquilo
que eu cá fico sonhando
acordado na vida
Deixa lá

Deixa lá
Não ligues a coisas de nada
Não faças da vida enxada
Acabar em terra dura

Deixa lá
Não lamentes os nossos fracassos
Não esqueças os meus abraços
Não esqueças as tuas ternuras

Deixa lá
Que o mundo gira ao contrário,
Se nós temos um relicário
Com segredos de amor

Tânia regina Contreiras disse...

Muito bom, muito bom... Deixe estar!
Visita retribuída é bom, mas aí re-retribuio...e nessa dança, nessas andanças vamos é aprendendo um bocado! Logo-logo estou eu lá novamente.

Abraços

Bípede Falante disse...

Uma pergunta que me faço intuitivamente desde muito pequena. Lindo o seu post. Delicado e profundo como a própria ternura.

Claudinha Antunes BA disse...

Taninha, querida!
Parabéns pelo nosso dia!!
Que tenhamos uma jornada de totalidade e contentamento!

Recebi a visita de uma amiga hoje e ela disse que adora "violetar"! Fiquei muito feliz em poder comparyilhar toda sua sensibilidade com outras pessoas queridas.
Ah! Sua participação na aula de Música foi um lindo presente! Obrigada e beijinhos

meus instantes e momentos disse...

que bonito teu blog.
muito bom tudo aqui.
Maurizio

Tânia regina Contreiras disse...

Pessoas queridas, obrigada pela presença e pelo acolhimento dessa ternura do Antônio Brasileiro, que também é nossa. Claudinha, sim, temos um dia, isso não é ótimo? Não sabia que arterapeutas tinham sua data, e adorei. Agradeço ao seu abraço pós-canto...Entoar meu canto foi uma espécie de "verso sonoro" inaugurado ali, e seu abarço foi superaconchegante.
Maurizio, volte sempre e obrigada pela visita.
Beijos a todos.

Efigênia Coutinho disse...

Tânia regina Contreiras
Apreciei muito este seu recanto poético, meus cumprimentos, aqui voltarei,
Efigênia Coutinho

Juan Moravagine Carneiro disse...

"...Quantas memórias me trazem à mente cerejeiras em flor..."


Matsuo Basho

Tânia regina Contreiras disse...

Caríssimos, obrigada pela visita. Estou tentando localizar vossos blogs, mas ainda não consegui. Se voltarem aqui, deixem o endereço, por favor.

Abraços

Silenciosamente ouvindo... disse...

Tânia obrigada pela sua visita
ao meu blogue. Como me dava jeito
alguns roxos do seu blogue para
2ª. feira...estou a brincar,uma
das m/carências é saber de onde
extrair boas fotos.
Beijinhos e bom fim de semana
Irene Alves

Tânia regina Contreiras disse...

Irene, obrigada pela visita também. Encontrara boas e belas fotos é um desafio para nós blogueiros, mesmo!

beijso