11 de novembro de 2012

Encontro





Desde menina, uma anciã habita em mim


Com linha e agulha
franziram-me a pele
em rugas precoces.

Eu era eu e a outra
saturna e franzina
anciã e menina
braços senis
acalentando o espanto
de ter envelhecido.

17 comentários:

AC disse...

Tânia,
A sabedoria pouco ou nada se compadece das rugas. Alimenta-se de outra matéria, aquela em que será sempre menina.

Beijo :)

Ira Buscacio disse...

bons olhos te vêem!
bjão, Tânia

Assis Freitas disse...

este envelhecer nos consome,



beijo

Lara Amaral disse...

Sim, a idade da alma chega mais cedo, muito mais cedo para alguns.

Beijo!

Tania regina Contreiras disse...


Larinha, você sabe que este "encontro" diz muito do que vejo em ti. Vinte e poucos anos de uma maturidade incrível! Sou tua fã.
Beijos,

José Carlos Sant Anna disse...

É só um modo de olhar, Tânia. O próprio olhar dela é dialético, nunca se repete. A mulher nunca se repete. Aqui diz que é duas, tanto melhor (rsrs).
Beijoss,
José Carlos

maria neusa guadalupe disse...

Obrigada por voar comigo.Estarei aqui me emocionando com suas poesias.Beijos alados e amigos.

José Carlos Sant Anna disse...

Tânia,
Ficou feio "Aqui diz que é duas..". Conserte-o, por favor: Aqui diz que são duas...
beijoss,

Primeira Pessoa disse...

nos fomos sempre a véspera do que somos, manucha.

Carlos Souza disse...

Sempre me surpreendo com a sensibilidade exalada nos seus versos.

dade amorim disse...

Há que ache lindo esse envelhecimento de mentirinha. Mas se a gente começa apensar a sério, preocupa começar antes da hora certa.

Beijo, flor.

Luiza Maciel Nogueira disse...

uma sabedoria que se desvela em cada olhar de tanto e o canto que ecoa

beijos!

Domingos Barroso disse...

há poemas de tão deslumbrantes
que nos cabem somente ouvi-los
no mais profundo de nós
e beijar cada verso
infinitamente
...


beijo carinhoso, Tânia
e boa noite.

Maria Muadiê disse...

q bonito!

R. Vieira disse...

Dois em um...
Em tempo de transformação!
Lindo!!!

Joelma B. disse...

acho que todo poeta já nasce vivido...rs!

beijo!

Lou Vilela disse...

Um belo despertar...

bj