21 de agosto de 2010

No róseo veludo de uma pétala


Era amor...
O silêncio teceu palavras de seda
E o olhar balbuciou
Uma carícia para a alma.

Era amor porque
O mundo se dissolveu
No róseo veludo de uma pétala
E diante de seus olhos perplexos
Uma gota de orvalho
Cristalizou-se em brilhante
[Um minuto antes do alvorecer].

Era amor porque o astro
Cortou os céus num fim de tarde
[Fendendo a Eternidade em partes]
E nos fizemos senhores de
Dois grandes reinos.

Era amor a volúpia e o desvelo
As mãos procurando os seios
Era também amor o zelo
Com que se falava em futuro.

Era amor
A última flor jogada
Do alto de uma janela
Num ocaso de sangue vívido
Na hora da despedida....

(Tânia Contreiras)

49 comentários:

AC disse...

A delicadeza das palavras, manejadas por alma sensível, acentua a profundidade do poema...
É amor!

Beijo :)

Assis Freitas disse...

tu quando intentas poesia és senhora do reino das palavras, eu colho atento as pétalas deste róseo sentir,


beijo

Bípede Falante disse...

Era amor vestido de poesia, era amor encostando no teclado, escapando dos dedos, fazendo um lindo blog de poesia :)
Adorei, Tânia!

Jorge Pimenta disse...

este (des)amor que vive no reino verbal do pretérito ("era") escorre pelos extremos da escala da plenitude - quase sempre enganosa -, pois tanto é palavra de seda ou carícia da alma como rapidamente se torna num ocaso de sangue vivido na hora da despedida. é assim mesmo, em degradé, mas invariavelmente descendo a escada da decepção.
(sobre amores e desamores ando aqui a pensar um post...).
um beijinho, querida amiga!

Jorge Pimenta disse...

a propósito, há um selinho no viagens de luz e sombra para ti! foi a jb, do "em tons de azul", que mo endereçou e eu reencaminho-o para amigos e bloguers com quem me identifico. ora, se não é o caso :)
passa lá e confere.
um beijinho grande!

Zélia Guardiano disse...

Certamente era amor, Tania, minha querida! Ou não resultaria nestes versos maravilhosos com que nos presenteias...
Lindo demais o seu poema que, casado com a lindeza desta imagem, enfeitou, sobremaneira, o meu domingo!
Muito grata, amiga!
Receba um abraço todo entremeado de admiração...

Teca Eickmann disse...

A parte do 'com que se falava em futuro' me fez pensar em tanta coisa, tantos planos a dois.

tecaeickmann

Wania disse...

Tania

Com certeza, era amor...
Só ele deixa estas marcas indeléveis na Alma que tu tão bem traduziste na tua poesia!

Versos aveludados, apesar de tristes!


Bjs, querida!

Gerana Damulakis disse...

Quando cheguei na última estrofe, enchi os olhos de água.
Um poema pleno de sentimento.Quase palpável de tão pleno.

Andrea de Godoy Neto disse...

Tânia, poema transbordando o sentimento, destes de, como disse a Gerana, marejar os olhos.

lindo, mesmo!
beijo, moça!

Lara Amaral disse...

O amor e seus despetalares.

Lindo poema!

Beijos, flor.

Marcantonio disse...

As palavras me escapam aqui. É tão belo! A alma animando cada palavra. Pudesse ler um desses a cada dia, e mais fé eu teria na nobreza das palavras.

Para não esquecer!

Abraços, Tânia.

Mgomes - Santa Cruz disse...

Ola Tania: Lindo poema O amor e muito bom quando ele é verdadeiro e sem mentira de Parte a parte, é muito bom e belo o amor.
Beijinhos
Santa Cruz

Mila disse...

Lindooo demais seu poema...parabéns linda!
Bjs
Mila Lopes

marcelo dalla disse...

Olá querida!!!
Belíssimo poema!!! Sinto uma linda energia aqui... e vc será sempre bem vinda ao meu espaço, viu?

Tô com um artigo na cabeça, creio que serviria para o outro projeto, o Caminhos de Cura. Quando escrevê-lo te aviso.

bjos e muito prazer! :)

Machado de Carlos disse...

A beleza do amor está na união entre dois corpos e duas almas. A soma dos amores sintetiza, então deixam de ser apenas dois seres e passam a ser, praticamente um só, embora em corpos separados.
A musa reflete um amor infinito, mesmo que o tempo e a distância se fazem necessários.
Obrigado pelo seu belo comentário!
Beijos!...

Luiza Maciel Nogueira disse...

muito bom, delicado amor.

bjs

Gustavo Osmar Santos disse...

Gustavo Osmar Santos
Estuvo Aquí...wonderfull.

tonhOliveira disse...



Vim ver-te e ler-te...

Vi oh! let r as tristes, mas belas!
Gostei!

Be:)os Tania!

Obrigado pela visita no 6vqcoisa,
veja também o http://po--etica.blogspot.com
Tô te seguindo!

Até!

Rayuela disse...

...y veo volar ese sutil pétalo...

hermoso!

(gracias por visitarme,también de conozco del blog de Gerana)

un beso*

Tania regina Contreiras disse...

Ac, obrigada pela visita carinhosa!
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Oi, Assis, eu tento...rs Obrigada pela tua presença, querido.

Tania regina Contreiras disse...

Bípede...ERA amor...eu acho! rs

Tania regina Contreiras disse...

Jorge, adoro tuas visitas, porque você é poeta tambe´m nos comentários! rs Vi o selinho, é que não sei como fazer. Vou aprender a colocar os selos por aqui hora dessas. Mas adorei a homenagem.
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Ò, Zélia, gosto de te ler em todos os lugares, comentando aqui e ali e no teu espaço, que amo! Obrigada pelo carinho.
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Teka, adorei o teu blog, estou seguindo. E muito grata pela honra da visita...
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Wania, acho que a tristeza me persegue...ou eu a persigo? :-) Não sei. Brigada por vir...
Beijinho

Tania regina Contreiras disse...

Gerana , vc é supersensível...Quem ler vc logo compreende que sim...:-) Obrigada pela visita.
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Oi, Andreia...Sabe que cê me deixou pendando nas borboletas até hoje? :-) Obrigadão pela sua presença carinhosa sempre.
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Lara, beijão pra ti e obrigada pela doce presença..
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Marquinho, pudesse eu escrever apenas umas linhas do que vc escreve e...sim: seria poeta! rs
Beijo e obrigagada pela presença.

Tania regina Contreiras disse...

Santa Cruz, sua presença traz sempre muita lua a essa casa...e eu agradeço muito, viu?
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Oi, Mila...às vezes brota um poema aqui, outro ali, mas granses emoções mesmo sinto no seu espaço, sempre tão ardente, caloroso. Obrigada por vir...
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Marcelo, que bom receber sua visita! Estou aguardando seu texto para o Caminhos de cura. Adorei seu blog e tô na cola! :-)
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Machado, falar de amor é muito mais com vc do que comigo...Vc tem suas eternas e intermináveis musas ali inspirando-o...:-) Grata pela presença, querido.

Tania regina Contreiras disse...

Luiza, aprendendo também com vc a delicadeza de dizer...Um dia chego lá! :-)
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Gustavo, já estive no seu espaço, muita coisa linda de ver. Agradeço aqui a sua visita e deixo-lhe um enorme abraço.

Tania regina Contreiras disse...

Tonho, eu já estava de olho em vc...rsrs...e achei o caminho. Obrigada pela gentileza da visita.
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Rayuela...tanta coisa linda vc escreve...Gostei muito...A barreira da língua dissolveu-se com a poesia.
Beijos e obrigada também.

Leca disse...

Era Amor...
e agora o que será...?

beijos
Leca

M@ria disse...

Tente escutar a história da brisa
quando passa empurrando a bruma,
que,tola,embaça a púrpura da rosa.

Flora Figueiredo


Belo amanhecer e beijos meus!! M@ria

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

quando o amor encontra a volúpia e os dois se permitem, adoro!!!!!, mas isso é raro

Claudinha Antunes BA disse...

Taninha
Saudades de passear aqui, aquietar a alma, enlouquecer o coração!
Que bom que podemos saborear da sua sensibilidade e inspiração!
Deus a ilumine sempre! Bjuss

Tania regina Contreiras disse...

Leca....hum....será o quê? :-) Não sei.
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Maria...bonito isso, obrigada.
Beijão,

Tania regina Contreiras disse...

Ediney...será tão raro assim? Hum...talvez.
Beijos e obrigada pela presença.
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Claudinha, Deus NOS ilumine sempre, e te ilumina, porque sua luz tem longo alcance.
Beijinho e obrigada pela visita

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Tânia,
que linda essa compreensão, amor é amor sempre, em qulquer situação. Não existe amor que não deu certos. Apenas existem novos caminhos

gostei tanto.....

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

WAW!!! No réseo veludo da pétala foi a maneira mais doce, suave e poética que já vi descrever... Bjs!!!

;)