26 de abril de 2010

Aprendiz de trovadora

Da soleira da porta
Vi montanhas intransponíveis.
Por trás de onde se esconde
O som dos sonhos impossíveis


Da vidraça da janela
Girassol me disse adeus
Em luz de carícia bela.
Roçou nos cabelos meus.


Mãe, é tarde e vira o tempo
Da garoa ao temporal.
Rezo pra o homem que chora
Seja bom ou seja mau.


Na quitandinha tem flores
Plantadas em largo xaxim.
Ah, se ele fosse romântico
E mandasse elas pra mim!


Dias passam, fico aflita
Não consigo versejar
Já é tarde, vou embora
Ah, não sei se vou voltar...

(Tânia Contreiras)

14 comentários:

Juan Moravagine Carneiro disse...

Bela imagem...


...Seu poema me fez voltar a ouvir Chico Buarque!

Tânia regina Contreiras disse...

O Grande Chico!!!! Valeu pela sua presença aqui!

Abraços

Denise disse...

Há uma canção de Tavito..............que não sei pq me faz lembrar cada vez que eu aqui venho.
Deve ser por conta do singelo que encontro aqui.

ei-la:
Sem querer fui me lembrar
De uma rua e seus ramalhetes,
O amor anotado em bilhetes,
Daquelas tardes.

No muro do Sacré-Coeur,
De uniforme e olhar de rapina,
Nossos bailes no clube da esquina,
Quanta saudade(...)
e assim vai

carinho

sarah disse...

Lindo, parabéns!
tens alma de poeta.

"o escondido"
http://encabuladas.blogspot.com

Tânia regina Contreiras disse...

Denise, que lindo, singelo sim...Grata pela presença...

Sarah, obrigada pela presença, eis-me lá, no seu espaço, já-já...

Abraços

BAR DO BARDO disse...

Sim, há romantismo cá. Sim.

Gostei!

Valéria disse...

Taninha irmã querida adorei o blog e seus poemas cheios de cores, de cheiros, de vidas.... Parabéns!
Valéria

Tânia regina Contreiras disse...

Futura ruivinha querida, que bom que você veio! Beijos e beijos pra você. Obrigada pela visita!

Marcantonio disse...

Cinco trovas que fazem uma canção terna e doce, com uma tristeza-borboleta que sobrevoa, mas não pousa. Ainda bem.

Um abraço.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Tania....poxa, pouca gente sabe dessa dor, de quere voltar pra casa da alma.... e não saber mais o caminho..... e´uma missão essa volta.

gostei do novo visual...deu de 10

Tânia regina Contreiras disse...

ò, Marcoantônio, tua chegada aqui é sempre uma honra, já que estás entre os poetas blogueiros meus preferidos! Grata pela passagem na Casa da Imaginação!

Walkiria, querida, eu já sou fregueza do teu espaço, passo e repasso sempre, já fiz caminho.
Bração procê!

Tânia Marques disse...

Lindo demais seu poema, amiga! Desculpa se eu fui intrometida, passando um selinho, que talvez mude a configuração dele.Se não fores fazer a brincadeira da construção do perfil, avisa-me par eu passar para outra blogueira. Beijos

Tânia regina Contreiras disse...

Beijos querida, selinho??? Ah, vou olhar o que é...sou blogueira novata, ainda aprendendo, depois te falo.

Beijão,

Tânia regina Contreiras disse...

Beijos querida, selinho??? Ah, vou olhar o que é...sou blogueira novata, ainda aprendendo, depois te falo.

Beijão,