7 de abril de 2015

Asas que explodem um mundo


Autor deconhecido

uma borboleta
com um fuzil nas mãos
é a imagem trágica
do pesadelo infantil

:é tinta ou sangue
o que escorre no
papel de pedra
que deram ao menino?


3 comentários:

Gracita disse...

Os versos são tão intensos quanto a imagem que ilustra o poema.
É triste ver uma criança que não conhece as doçuras da infância
Um abraço Tania

Elke Poesia disse...

lindo!!!

Graça Pires disse...

Tão triste e tão real, minha amiga. Que mais acrescentar?
Um beijo.