22 de fevereiro de 2015

Onde repousava o Mistério




Do 131º Desafio Poético com Imagens/ Imagem Google



Segredos eram
Bocas abertas
No rochedo
:Hálito do silêncio
Perpetuando o Mistério.

Depois vieram as gavetas
Acondicionando vazios
E a fantasia de que chaves
São senhas para os enigmas
Que os homens decifrarão.



3 comentários:

Domingos Sávio Barroso disse...

beijo carinhoso,
minha querida poeta...

poema tocante...

Eleonora Marino Duarte disse...

a chave da tua poesia é a maneira segura com que decifras as imagens e eu adoro isso!!!


beijo!

José Carlos disse...

Sensacional!!!