16 de fevereiro de 2012

Íntimo ritual de autodescoberta




Há belezas expostas. Dessas que se enxerga a olho nu, à primeira olhada. Gente que brilha. Luzes de purpurina que arrebatam olhares. Almas esfuziantes que nos convidam a dançar, mesmo que a alma escureça e a gente desvie do centro da pista..Ela era assim e foi impossível não me desnudar a mim própria, porque sua claridade revelou íntimos compartimentos da minha alma cerrada, da minha vegetação densa.

Mas há as estações. Mulheres, sobretudo, vivenciam mais intensamente as estações da alma. E foi então que a vi, pela primeira vez, no inverno. A chuva era fina e as florezinhas que brotaram do solo molhado vieram com a ternura dos que aprenderam a amar a estação das chuvas. No inverno, revelou-se em sua alma a beleza da garoa que ensinou às mãos o carinho na pele rústica da terra.

Conhecer outra estação dessa mulher que acendeu por dentro pequenas luzes de pirilampos e mostrou a claridade íntima das pessoas que aprendem a amar a noite e o inverno da alma foi uma revelação. Uma anunciação. Uma epifania. Claudinha sabe ser sol e chama. Brilha por dentro com a mesma intensidade com que expande raios luminosos por fora. É um ser especial e me orgulho de tê-la hoje como uma das pessoas mais queridas que pude conhecer nos últimos anos.

Amiga querida, eu desejo de todo o coração, do mais profundo de minha alma, que você continue vivenciando todas as estações de sua alma com o mesmo amor que você irradia.
Que este mais um ano de vida seja o começo de uma longa jornada de luz. Com verões e invernos. Chuva fininha que banha a alma, num íntimo ritual de autodescoberta.

Ternuras, carinho, admiração profunda.

Parabéns, feliz aniversário,  e um mundo de descobertas pelos caminhos que haverá de trilhar.

14 comentários:

AC disse...

Não há nada de melhor que um abraço quente. E este post é isso mesmo.

Bj

Jorge Pimenta disse...

a maior das descobertas fazemo-la renovadamente nos braços daqueles que chegam bem fundo dentro de nós.
um beijinho para ti, taninha, e tua amiga aniversariante!

Assis Freitas disse...

seguem meus cumprimentos, vivas


beijos

Chorik disse...

Como é bom ter alguém assim. E ser alguém assim para outro alguém.
Bjs

Dulcíssima Prisão disse...

As redes sociais da internet se traduziram em atos físicos, multidões de corpo e vozes, suor, spray de pimenta na mucosa dos narizes. Há algo de maio Francês e de Berkeley em tudo isso. Li alguém dizendo que essas coisas a gente sabe onde vão dar, já que vimos no que deu barulho dos anos 1960. Mas, sabemos mesmo? Sou otimista. Por determinação. Por teimosia. Por loucura mística. Por bom senso. Não acho que os trancos sessentistas deram apenas em yuppies que geraram as bolhas ponto com que, por sua vez, geraram a bolha imobiliária americana que contaminou a economia mundial, expondo o desvario que é a criação de modos complicados de fazer dinheiro virar mais dinheiro. O mundo vem melhorando e piorando aceleradamente há séculos. A única virada importante seria equacionar o programa de luxo para todos com o equilíbrio da Terra.

Tania regina Contreiras disse...

Eu, heim!!!! :-)

MIRZE disse...

Tania!

A cada dia mis cresce minha admiração por você.

Parabéns, pelo belo texto e para a Claudinha, que coneci por essas linhas.

Beijos

Mirze

dade amorim disse...

Parabéns pra Claudinha, que fiquei conhecendo agora e de quem já gosto, só pelo texto que ela inspirou.
Beijo beijo, Tânia.

Santa Cruz disse...

Gostei do teu texto muito bom mesmo. tenho andado ausente porque perdi os meus blogues e tive que criar outros.
Beijos
Santa Cruz
Diácono Manuel Gomes

Adriana Aleixo disse...

Lindíssimas palavras. É tão difícil encontrar pessoas assim hoje em dia... Vocês foram agraciadas com o dom da amizade, com certeza porque merecem.
Lindo texto!

Nos reconhecemos nos amigos que amamos.

Beijinho!

José Carlos Sant Anna disse...

Que bom sabê-la me seguindo porque também a sigo em passos miúdinhos. Já o fazia discretamente, sem manifestação ou arroubo, agora o faço despudoradamente.
A propósito, preciso fazer por merecer um texto tão maravilhoso quanto este que a Claudinha acaba de ganhar (rsrsrs). Vou começar a me esforçar para merecê-lo. Não custa tentar!
bjs,
José Carlos

Jan Puerta disse...

Descubrir es vivir...
Un abrazo

Claudinha Antunes BA disse...

Taninha, Querida
O que foi que o Google fez com meu recadinho de agradecimento? Eu heim²?

Quero demonstrar com a sinceridade do meu afeto e admiração minha gratidão pelas palavras escritas em forma de prosa ou poesia, por aquelas ditas ao telefone nos momentos de imensa "precisão"...rs... E por todas as palavras trocadas por telepatia!

Passa lá no Cacarecos pra receber meu carinho, pois hoje é dia da Poesia, bebê!...rs... (E quando não é?)
Bjos

Claudinha Antunes BA disse...

Ah!
E muitíssimo obrigada a cada mensagem de carinho que recebi aqui!
Grande abraço!